(ft. ken-y)

[pitbull]
As mulheres não são as unicas
Que têem sentimentos
Rapariga vou-te falar claro
Eu me sinto muito mal, muito mal
Ken-y explica-lhe

[ken-y]
Ontem disseste que me
Amavas que não havia quem
Nos separasse
Que eu era teu e tu eras minha
Para o nosso amor não havia medidas
Mas de repente tudo mudou
Já não eras a mesma quando faziamos o amor
Me pediste que me fosse sem nenhuma razão
Tu não sabes quantos danos fizeste no meu coração, perder-te

Diz-me como esquecer-te se não quero magoar-me
Não me peças que me vá não
(que vá não ...)
(que vá não ...)
Não vês que não posso
Que sem ti me desespero
Não me peças que vá não

[pitbull]
Rapariga não vês que és a razão
Por quem eu trago tudo isso
A razão porque eu trabalho tão duro
Eu quero-te dar uma vida diferente
Eu quero-te com todo o meu coração
Mas não entendo a razão
Porque sinto como tu e eu
Não somos o mesmo a o melhor
Estamos acostumados y
Não estamos apaixonados
Oh talvez és algo que dá duro
E vem e vai como uma morada
Mas rapariga trabalha nisto
É um dano profundo pensar no teu aniversário
Que tu e eu viviamos juntos
E que todos esses anos se foram por gosto
Não não não me digas isso rapariga
Isso eu não posso aceitar
Um amor como o nosso é real
Um amor tão profundo
Eu aposto o mundo
Em que tu te sentes igual
Um amor que não se pode esquecer
Um amor que não se pode esconder
Um amor tão rico e tão forte que não se pode duvidar

Diz-me como esquecer-te se não quero magoar-me
Não me peças que me vá não
(que vá não ...)
(que vá não ...)
Não vês que não posso
Que sem ti me desespero
Não me peças que vá não

Como podeste magoar-me
Se a única coisa que fiz foi amar-te
Creio que mereço uma explicação
Como é que tratas-te de me esquecer
E o único que consigo é recordar-te
Diz-me como aguentar tanta dor
(não, não, não ... )

Diz-me como esquecer-te se não quero magoar-me
Não me peças que me vá não
(que vá não ...)
(que vá não ...)
Não vês que não posso
Que sem ti me desespero
Não me peças que vá não

[pitbull]
Mas, mas rapariga tu não entendes
Tu és a mulher que eu quero
Eu quero-te dar o mundo
Eu adoro-te faz-me o favor
E escuta-me rapariga
Diz-me rapariga o que é que sentes
Diz-me rapariga o que é que queres
Olha miuda tu sabes que
A minha vida está na boca de toda a gente
Mexerico por aqui, mexerico por lá
Eu o vi por aqui, eu o vi por lá
Eu o vi com esta, eu o vi com aquela
Tontarias eu te chamo e tu não contestas
Eu amo-te, eu quero-te eu adoro-te meu amor
Eu quero viver a minha vida contigo
Eu quero-te comprazer mas diz-me o que tenho de fazer diz-me
Eu quero-te comprazer mas diz-me o que tenho de fazer diz-me

[ken-y]
Diz-me que devo fazer se a verdade é que não posso
Magoar-me por ti, esquecer-te rapariga eu não posso
Não me peças mais que não, não te vou a comprazer
Se tudo está muito bem diz-me amor em que falhei
Diz-me amor em que falhei ...
Diz-me amor em que falhei ...
Diz-me amor em que falhei ...

Diz-me como esquecer-te se não quero magoar-me
Não me peças que me vá não
(que vá não ...)
(que vá não ...)
Não vês que não posso
Que sem ti me desespero
Não me peças que vá não

Video erróneo?