(Que vida baguala, a vida de um peão
Sofro pra ganhar, na doma e marcação
Não importa se gasto com china
Cachaça e de vanerão)
O gesto da prenda ajeitando o cabelo
É como um apelo no peito de um peão
Trancado em fazenda na lida campeira
Já na sexta feira tá de prontidão
Preparo o palheiro, consulto a guaiaca
Porque nessas horas não quero surpresa
Se der pra cachaça e pra fazer fumaça
O fim de semana vai ser uma beleza

Video erróneo?