Faz da noite confidente
A noite é sempre calada
Escuta o que diz a gente
E nunca repete nada

Teus olhos são passarinhos
Que ainda não podem voar
Cuidado que andam aos ninhos
Os rapazes do lugar

Teus olhos, quem é que, ao vê-los
Tão doces na tua face
Não lhe apetece comê-los
Como dois olhos dalface

O fado tem tal encanto
É diverso em cada hora
Suspira, guitarra, chora
Cada hora tem seu pranto

Video erróneo?