Intolerância, ira, inveja, ódio, mal, mágoa e ciúmes
afinal o desamor
Mas creditar favor, sofrer e concordar, e tudo
suportar
São os nobres frutos do Espírito
Produtos de todo bem amplo e geral de alguém
Um dom que se derrama no coração que ama
já confinado à mesma dor que sucede ao bem amado
Riqueza ou fama nada valem
Nem jamais expressõe angelicais
Nem sabedoria nem virtudes
Falharia por exemplo a fé
Ora isso só até que renasça em mim
Paciente, a cura
Enfim o amor verdadeiro e perfeito
Que inteiro me renovará no ágape
E nunca mais se apagará
A vontade misteriosa e divinal de se doar
E o amor uma mistura de sorrir e de chorar
O sofrer resignado de um calvário,
A minha cruz é morrer e reviver todo dia por Jesus

Video erróneo?