Sob os olhos graciosos de Oxalá
Desce a Serrinha
Esquenta o país do Carnaval
É muita pimenta, dendê e cacau
Você sabe que tem festa, meu amor
Lá na Tenda dos Milagres
Vem que eu vou, eu vou (bis)
Jubiabá tá no portão
E as Iaôs jogam pitangas pelo chão
Com os pastores da noite
Vem gente lá da terra do Sem-Fim
(Pode crer que dá pra mim)
Oriundo lá das matas de Oxossi e Ossain
O famoso Valentim
E ao som dos Atabaques
Rola o suor dos Ogans
Olha que papo maneiro
Entre os velhos marinheiros
E os novos capitães
Vem gente que sofreu demais
Lá do sertão e da beira do cais (é doce...)
É doce morrer no mar
Nos braços de Yemanjá (bis)
Teresa Batista cansada de guerra
No samba de roda esquece as mágoas
Tiêta se beber faz graça
Quincas Berro D'água agitando a massa
(Põe tempero Gabriela...)
Põe tempero na panela Gabriela
Mexe, mexe com amor
Cozinha com o teu calor
Bota logo o vatapá na tigela
Quem mandou foi Dona Flor
É gente que chega
E tem gente pra chegar, ô
Ekchêupa ba bá
Ekchêupa ba bá (bis)
Axé Brasil
Pai Amado saravá, saravá

Video erróneo?