De qualquer forma, não será
o mantra de que a voz, aquela mulher.
Se alguém me pergunta-me dizer,
que por trás de um adeus, é sempre desperto
E que essas coisas acontecem, porque eles querem saber
sem querer saber, sem querer te amava.

São estes que dão-me pouco, que é muito melhor
mais difícil e não deixar, se o coração é
é que se você deixar, não precisa factos.
Quem pode querer acreditar na alma

E eu quero te dar
um ano inteiro, você vai fazer apenas molas
rioja prenderé e em seu cabelo com um pino

E eu quero que você quiser
com um carinho que, desta vez
Eu quero ficar Eu quero ser essa menina,
na minha própria vida
e estas são muito pouco para mim,
o pouco que tenho,
tal que me mordeu

Agora só me dizer ok
Se alguém lhe pedir, Quiéreme, Quiéreme
o que eu deixei nas mãos, pensilvânia 'quero saber
acaríciame uma e outra vez
uma e outra vez

E estes são pouco para mim, que é muito melhor
mais difícil e não deixar, se o coração é
é que se você deixar, não precisa factos.
Quem pode querer acreditar na alma

E eu quero te dar
um ano inteiro, você vai fazer apenas molas
rioja prenderé e em seu cabelo com um pino

E eu quero que você quiser
com um carinho que, desta vez
Eu quero ficar Eu quero ser essa menina,
e na minha própria vida

Só Primavera
rioja prenderé e em seu cabelo com um pino
Eu quero que você deseja
com um carinho que, desta vez
Eu quero ficar Eu quero ser essa menina,
e na minha própria vida.

E quem são esses pequenos-me
o pouco que eu tenho ......

Video erróneo?