Há sempre mistérios no olhar de uma mulher
que vou fazer quando o seu cruzar o meu

pleno de volúpias,sedutor
alumiado,escancarado,sem pudor
como um feixe,como uma fera
como um feixe,como uma fera

como um feixe de luz
como um feixe de luz,como um espectrum alvorecer

e vi os sete selos,vi mistérios,vi um novo mar
e vi os séculos,vi os Homens
vi a devassidão,no olhar de uma mulher,vi Deus

e quando o teu corpo encosta,enrosca e deixa à mostra
teus perros mistérios
há na tua face um contraste,e uma interface me refrata
o pensamento

e Deus na sua infinita,magnífica e irrestrita
condição
mutilando Homens,dando alforria à mais bela criação,a
mulher

Video erróneo?