Renasceu do meu violão
Toda a paz de um tempo bom,
Quando a gente não tinha medo de sorrir.
Hoje estou triste,
Molho o olhar sem querer,
Recordar não é viver.

A esperança não tinha medo de nascer,
Hoje estou triste
. Meu violão, na ausência da alegria,
Chora nesta nostalgia,
Implora em minha companhia
Que esta noite acabe em dia.

Video erróneo?