Saí cedito no más deixando poeira pra trás
Campeando um toque de cordeona pra dançar
Sou índio taura e faceiro chegado num entreveiro
Com alguma china hoje vou saracotear
Eu tô com gana de farra
Quero mulher e surungo
Atrás de um ronco de gaita
Eu vou até o fim do mundo
Lá no bolicho do fanha vou me benzer numa canha
Fazendo um jeito do sangue véio acalmar
Depois de novo na estrada com esta ânsia emalada
Meu vou pacholar pra algum cambicho arrumar

Video erróneo?