E gira um mundo louco, tira as coisas do lugar.
Faz de tudo uma comédia, gira devagar.
Vida passa lenta e venta, é tarde o despertar.
Serão mesmo estas tuas armas, estes trapos?

Mas não fique assim, também sou assim,
Estou aqui pra te abraçar denovo enfim, se alegre pois

Eu vim te ver
Vim por você

Que tardes tão vazias, cinzas, como o céu.
Que madrugadas frias em refúgios de papel.
Nesses becos infinitos sem saída.
Disfarçando sempre a volta ao ponto de partida

Descobri agora, mesmo aqui de fora,
Que antes de mais nada estou aqui por mim, me alegro pois

Eu vim te ver (vim te ver, é, vim por mim, vim por você)
Vim por você (vim te ver, é, vim por mim, vim por você)

Mas não fique ...
Descobri ...

Eu vim ...

... por mim, por você

Video erróneo?