Era madrugada e eu tocava o meu som
Tocando minha viola com as notas pelo ar
Iana eu tenhu teus retratos guardados no olhar

Onde ninguem vai tirar
Onde ninguem vai poder te arrancar

Tudo que eu te digo e com a força do destino
Sao grandes as canções que nascem sem querer
É do fundo dos meus olhos que eu canto pra voce

Video erróneo?