Tu, que escondes o Amor do qual é detentor há milhões de dias
Tu que é próprio da dor, dela é professor e de natureza arredia

Ooh! Meu velho me salva! Me livra da mágoa
Transforma em asas minha cruz

Tu que é da rejeição me traz proteção, me leva consigo
Tu que, assim como eu, nunca aprendeu o que é temer um inimigo


Ooh! Meu velho me salva! Me livra da mágoa
Transforma em asas minha cruz
Senhor das Moscas, nas horas mais loucas de escuridão me acende a luz

Tu de rosto marcado, que mantém guardado embaixo desse seu capuz
Tu que é força e valor, é nobreza e pavor
Mostra aqui se eu te faço jus

Video erróneo?