Esse vidro fechado
E a grade no portão
Suposta segurança
Mas não são proteção

E quando o caos chegar
Nenhum muro vai te guardar
De você, de você, de você

Protótipo imperfeito
Tão cheio de rancor
É fácil dar defeito
É só lhe dar poder

E quando o caos chegar
Nenhum muro vai te guardar
De você, de você, de você, de você, de você, de você, de você

Se tornam prisioneiros
Das posses ao redor
Olhando por entre as grades
O que a vida podia ser

Mas quando o caos chegar
Nenhum muro vai te guardar
De você, de você, de você, de você, de você, de você, de você...

E é com a mão aberta
Que se tem cada vez mais
A usura que te move
Só vai te puxar pra trás
E é com a mão aberta
Que se tem cada vez mais
A usura que te move
Vai te puxar pra trás

Video erróneo?