Com um conceito renovado
Andará nossa nação
Sou filho de preto
Quero respeito
Quem mora no guetto
Não é ladrão!
Não, não, não!

Na favela, lá no morro.
No Lobato, na Fazenda Coutos
No Retiro, quem atirou?
Eu quero saber quem pintou o
Castelo de Branco.

Na Senzala do Barro Preto
Todo mundo é irmão.
Tá na cara, tá no coração
No cabelo, na pele, no compasso.

É na pegada do pé
É na pegada da mão
Bora negão!
Bora negão!

Video erróneo?