Procurando bem
Todo mundo tem pereba
Marca de bexiga ou vacina
E tem piriri, tem lombriga, tem ameba
Só a bailarina que não tem
E não tem coceira
Berruga nem frieira
Nem falta de maneira
Ela não tem

Futucando bem
Todo mundo tem piolho
Ou tem cheiro de creolina
Todo mundo tem um irmão meio zarolho
Só a bailarina que não tem
Nem unha encardida
Nem dente com comida
Nem casca de ferida
Ela não tem

Não livra ninguém
Todo mundo tem remela
Quando acorda às seis da matina
Teve escarlatina
Ou tem febre amarela
Só a bailarina que não tem
Medo de subir, gente
Medo de cair, gente
Medo de vertigem
Quem não tem

Confessando bem
Todo mundo faz pecado
Logo assim que a missa termina
Todo mundo tem um primeiro namorado
Só a bailarina que não tem
Sujo atrás da orelha
Bigode de groselha
Calcinha um pouco velha
Ela não tem

O padre também
Pode até ficar vermelho
Se o vento levanta a batina
Reparando bem, todo mundo tem pentelho
Só a bailarina que não tem
Sala sem mobília
Goteira na vasilha
Problema na família
Quem não tem

Procurando bem
Todo mundo tem...

Solidão que já se tornou amiga
E que já nem me entristece mais.
Sabe, solidão, por um momento tua visita até me agrada,
Às vezes eu chego até a sentir tua falta.
É, solidão, és querida aqui.
Já temos uma relação tão íntima
Que quando se esvai, torna-se saudosa
Tudo bem que às vezes causas uns danos em meu coração,
Mas tudo bem não é?
Quem, além de mim, se preocupa com o coração hoje em dia?
Coitadinha de você, solidão.
Você, que por mim é tão querida,
Hoje é tão demonizada.
Coitadinha,
Fogem tanto de você hoje em dia,
Que às vezes penso como deve ser triste pra você, conviver com o próprio veneno.
Hoje alguns têm tanto medo de você,
Que se esquecem de cuidar do verdadeiro sentimento.
Muitos investem em relacionamentos volúveis,
Investem em tragédias anunciadas,
Apenas pra que se livrem de você por uns instantes
Tolos todos esses que fogem de você, solidão querida
Não sabem aproveitar o teu lado bom,
Não sabem aproveitar tudo aquilo que trazes de agradável quando visitas alguém.
Ah se eles soubessem como você é interessante,
Provável que se soubessem, alguns cartórios fossem a falência devido à falta de casamentos.
Se soubessem como você inspira, as bibliotecas e livrarias da cidade estariam repletas de poesias.
É solidão
É isso
Apenas um desabafo
Já que veio me visitar.
Saiba que gosto muito de você,
Sinta-se a vontade sempre que quiser voltar
Ah
E quando voltar traga mais versos para mim
Também gosto bastante deles,
Até a próxima, minha amiga.


Rafael Falatú

Video erróneo?