Eu não quero ser teu cicerone
Passando fome enquanto tu te pavoneias por aí
Pensas que não manjo teus melindres
Que tu escondes em segredo tua falta de amor
Já cansei de dar (oba!!)
Mole pra xuxu (ahhhh...)
A tua fama já correu
De santana ao grajaú
Eu vou aprumar
Aprimorar o meu latim
E procurar outro lugar
Pra degustar o meu capim

Video erróneo?