Quem es tu pra me julgar me deixe em paz que eu tô de
Boa
Enviando por deus nada acontece a toa mensageiro da
Favela a maioria vai agir o tal primeiro emprego não
Resolveu por aqui

Passou me cadastrei e nada adiantou outra vez só
Enxame clima desesperador
Tem mano que não engoliu tem deles que enquadrou mais
Um pai de família do gueto não se empregou
Motivo pra eu tá rimando cobrando informação me deixe
Sonhar em paz prosseguir na minha missão

Pra você que diz que rap é o som de marginal venha
Sentir o fedor de esgoto que passa no meu quintal
Muito fácil criticar dizer quem escuta é só ladrão pro
Tiozinho nunca falta o dinheirinho do pão
Rap é a voz do povo que cansou não agüenta mais mano

Não entre em pânico se acabou o gás
Batalhe corra atrás na fé que jeová é mais não se
Entregue pro sistema mau do satanás
Se afaste das drogas esqueça vença o álcool procure
Informação que salve e nos leva pro alto
Tenho dentro de mim que quem com deus tem compromisso
Constrói a vida eterna e elimina qualquer vício
Encarar a realidade vamos enfrentar sem medo e já me
Formei no rap não posso parar no meio
Dois maluco numa bros

No meu pico é suspeito nem
Venha me intimidar pagar sugesta é defeito
Não devo nada pro mal prevalece a união ow boy tem c...
Pa eu se eu nasci revolução
Se o invejoso me alcançar vai nascer outros irmão na
Favela é assim vai um vem outra numa missão
Não sou dono da verdade nem muito menos perfeito mais
Rap é o som da paz eu vou provar de qualquer jeito

Quer sossego no momento vai escutar rap hood olho
Grande é doença humildade é saúde
Zé povinho faz o teu vai cuidar da tua vida me
Entregou pro ignorante foi dizer que eu rimo gíria
Canto da maneira que meu povo raciocina e entende quem
Passa né você sofredor

Sempre é a gente
Te convido a passar uma noite aonde eu estou quantas
Vezes já presenciei cenas de terror
Só não sei quem atirou minha visão foi desviando
Ditado certo quem comenta crime ta errando
Aqui a noite é curta as 19 ta esquisito morro da
Cocada ladrão esse meu pico
Verme levou pipoco inseto desceu do esgoto quem vai
Pela cabeça de comédia é piolho
É fácil falar por trás venha dizer na nossa frente sou
Mais um guerreiro do neurônio sub-consciente
Com o dedo cobrador vingo através da letra e o c... não
Entendeu disse outra coisa o cabueta
Se saia da minha quebrada melhor pra mim pra você não
Raciocina o que eu digo é fã do klb
Não sabe o que é uma preta então larga do meu pé meu
Sonho é fazer rap seja o que deus quiser
Não falei mal do forró vocês não entendeu direito luiz
Gonzaga dominguinhos nordeste alcymar monteiro
Isso sim é forró o xote, baião do sério, hoje tá tudo
Invertido o tal forró moderno
Que só mostra safadeza mistura paixão na frase e o
Povo na favela passando necessidade
Dvd foi produzido o povo gosta é investido a loira
Tira a roupa quenga faz strip-tease
Na frente das criança pura baixaria essa porra só
Aumenta e soma na pornografia
E o frojado criticou vou ver se ele repete o prego
Nasce na favela e fala mal do rap
Só porque sou realista com minha fé tu não pode nem
Pense que eu fui pro gueto apanhar por que sou pobre
Nasci pra representar alagoas brasil raramente a gente
Vê ser condenada mauricinho
Só meu povo que faz mal eu e tu é infrator quantos
Filho de papai num rouba e mete o terror
Pelo dia cola de blazer a noite enquadra os gol só os
Pobre que é suspeito a nossa guerra começou
Tô no século vinte um dois mil e dez eu não sou mudo
Querer prender meus pensamento tio é absurdo
Se for treta vai ter treta todos gosta é do sossego
Como é que vai ter paz sem lazer sem emprego
Pelos jovem alagoano nós não estamos informado porque
O nosso estado foi o mais prejudicado
Favela quer trabalhar todos precisa comer vários que
Deve a justiça aqui comanda o poder
O bem é pra sofrer e o mal é pra vencer uma coisa gera
A outra ai é treta de fuder
Não paro de escrever e nem me peça pra fugir vou rimar
A realidade do povo daqui
Procure a paz no brasil capital maceió tão esquecendo
Somos todos filho de um pai só
Todo dia cai irmão tristeza e cena de horror brasil
Sobrevivência capital interior
Coisa ruim não dominou mais as família se tretou como
É que tá de lá de cima nosso criador
Que morreu por todos nós criou o humano sem maldade e
Hoje ver o filho dele na perversidade
Autoridade quer saber quem é que faz letra de rap eu
Tô aqui pra assinar não vou ter medo sou alex
Favela cabra da peste skatista do nordeste nem que o
Sangue bata na canela desisto do rap
Da um tempo me esquece vê se pá desaparece tua
Presença causa estresse na minha idéia tu não cresce
Jogo doido covardia tô ligado qual que é crocodilo
Arrasta irmão que o quebre dar ponta pé
Por mixaria qualquer seu dinheiro não me compra melhor
Escrever um sonho do que tá metendo bronca
É nossa idéia uma bomba a caneta é o meu cano a
Munição é união com as mina e com os mano
Marcha ré não tá pegando piso fundo sai da frente rap
Na festa dos outros só maluco consciente.

Video erróneo?