Pra si ainda é o mesmo
Mas sabe no que se tornou
Uma estampa de sua idolatria
Consumismo por prazer
Pesadelo, veneno contido em questão
Da vaidade que te deixa respirar
Os padrões se erguem
Dentro das vitrines caras
Seu novo compromisso
Ter dinheiro e ser mais um
Deixou de lado a quebra de valores morais
Pra partir do conformismo mastigado
Que já existe até em excesso por aqui

Video erróneo?