Perco tempo a divagar
Dou voz ao que estou a imaginar
Eu e tu simultaneamente
A deixarmos voar, todo o tempo passar
Para apreciar convenientemente
Gosto de preliminares, de trocar olhares
Comunicar subtilmente
És toda ouvidos para me agradares
E com dicas subliminares
Eu correspondo correctamente
Temos que conter as libidos, em espasmos auditivos
E libertar os instintos
Sentir os arrepios e outros reflexos nítidos
Do brilho, de sincronismos íntimos
Neste jogo de sedução, elevados pela paixão
Completamente envolvidos
Sentimos a imaginação, a cumprir a sua função
De estimular os sentidos


Refrão:
Se isto nos dá prazer, terá que vos dar prazer
Terá que algo bom trazer, trará pelo som prazer
Se isto nos dá prazer, terá que vos dar prazer
Terá que algo bom trazer, trará pelo som prazer

Sussurro-te palavras ao ouvido
Trago-te, até ao meu lado
Até aqui bem perto
Até sentires a respiração a marcar o tempo
Fluimos em unissono
Nada é forçado
Perdemos noção do espaço
Enquanto te toco levemente apenas o suficiente
Deixa o consciente partir (delay) Nem mais
O intuitivo dos impulsos
Nos rouba o momento, Asseguro-te
Aquilo q sentimos é autentico
Conduzo-te Elevo-te Carrego-te
Pelo espectro sonoro percorro-te
De uma ponta à outra expandindo
a minha presença envolvo-te

Refrão:
Se isto nos dá prazer, terá que vos dar prazer
Terá que algo bom trazer, trará pelo som prazer
Se isto nos dá prazer, terá que vos dar prazer
Terá que algo bom trazer, trará pelo som prazer

Video erróneo?