Nós tamos aqui, aqui e ali

Vamos fazer mais uma rima para ti

Avisem os jornais, somos cada vez mais

Já tamos a causar reacções nacionais

Os teus pais chateiam-te a cabeça

Deixa essa, muda mas é essa peça

A rima, vai continuar, continuar sem parar

Estamos aqui p'rá verdade contar

Rap em Portugal nunca foi aceite

Não passas de um grande azeite

Julgas-te um surfista, talvez um pouco racista?

Não gostas da verdade, comes alpista

Calças apertadas, cuecas cagadas, cabelo comprido, estilo fodido

Não quero problemas contigo, desanda

Bandemónio, não há um neurónio nessa banda

É uma boca um pouco foleira, mas o Hip Hop não é brincadeira

Música comercial com uma outra asneira

É o que eles são, vou dizer não á mediocridade, respondo com a verdade

Sempre, sempre, sempre a lutar pela liberdade

- Deixa-te disso... - Tens é que começar a estudar

A rima que te digo, o que estou a falar

Isto não é para todos mas muitos são tolos

A verdade tem de ser dita, são parolos

Não somos, mas é vê-los cair aos tombos

Quando o Rap causar rombos

Na indústria musical de Portugal

Vamos ver os Toninhos a bater mal. Que tal?

Agora não me vou já, já embora, continuar está na hora

Sem demora, a rima que o povo adora

Não é música de dança o que aqui se avança

Não vamos desesperar, perder a esperança

- Deixa-te disso... - Apesar de apeteçer, temos que fazer

Voltar os vossos ouvidos pró que aqui está a acontecer

A força do Hip Hop do Porto, do Norte

Este irá sempre ser o nosso forte

Por isso, é um compromisso

Não me chames castiço, tu tens de te deixar disso

- Deixa-te disso...

Video erróneo?