Eu vou pegar a estrada e acho que não vou voltar.
Fiquei aqui tanto tempo e não encontrei o meu lugar.
Não deveria existir uma última noite, mas eu sinto que é hoje!
Te dei meias desculpas, chorei a sua tristeza.
Tentando explicar da minha maneira.

Seu silêncio me pede pra ficar, meus pés saem do chão.
Não tenho tempo pra falar.
Na verdade, eu não tenho razão!

Me convenço o tempo inteiro, que vai ser melhor assim.
Eu vou pegar a estrada e você vai esquecer de mim.
Uma última noite, nem sempre é pra sempre.
Eu guardei o seu jeito no meu!
Meu, meu...

Meus olhos eram seus olhos.
A sua boca era minha voz.
Meu corpo não tem mais juízo,
se não formos ficar a sós.
Os meus sonhos estão escondidos,
no lugar que você guardou.
Você é o mapa do meu caminho,
que um dia Deus desenhou.

E o que vou fazer agora, que tudo acabou?
Por mais que eu tenha alguém,
eu não serei ninguém se eu não souber quem eu sou.

Eu vou pegar a estrada e sei que não vou voltar.
Vou levar na lembrança, o que eu puder levar.
Uma última noite, nem sempre é pra sempre.
Eu guardei o seu jeito no meu.
Meu, meu...

Meus olhos eram seus olhos.
A sua boca era minha voz.
Meu corpo não tem mais juízo,
se não formos ficar a sós.
Os meus sonhos estão escondidos,
no lugar que você guardou.
Você é o mapa do meu caminho,
que um dia Deus desenhou.