(na na na ... na na na...)

Dragões flamejantes por entre jasmins, na pele dos cravos calados
Isso vai ter fim, isso vai ter fim
Que corre, que brinca e que foge... e pensa que despercebido, ô tá!
Nessa sombra de ocasiões, eu separo crianças de dragões

O fogo é o tempero dessa raça, da parte do céu, meu pai me enviou
Na laje puramente dessa mente suja... é bem pra lá que eu vou

Passa! passa por mim e não me olha
Eu tô no sub-mundo mas eu tô chegando
Olha! olha pra mim como que eu vou
Eu tô cingido de prata com a lança na mão

Corre! e vai correndo vai sumindo
Eu corro a cavalo branco, não tem ódio mas eu rimo
Eh eh eh eh...

Eu tô com raiva mas a noite é santa, eu tô com fé e tome soco da lança
Eu tô com raiva mas a noite é santa, eu tô com fé e tome soco da lança//2x

Como é linda a noite eu tô chegando, eu vou me purificar//2x

(na na na ... na na na...)

Video erróneo?