Anda pela noite só
Um capote errante, ai ai
E uma sombra negra cai
Em redor do homem no cais

Das ruas antigas vem
Um cantar distante, ai ai
E ninguém das casas sai
Por temor de uns passos no cais

Se eu cair ao mar, quem me salvará?
Que eu não tenho amigos, quem é que será?
Ai a solidão, que não andas só
Anda lá à vontade, mas de mim tem dó

Cantar, sempre cantou
Jamais esteve ausente, ai ai
E uma vela branca vai
Por amor largar pela noite

Se eu cair ao mar, quem me salvará?
Que eu não tenho amigos, quem é que será?
Ai a solidão, que não andas só
Anda lá à vontade, mas de mim tem dó

Video erróneo?