Na selva, a lei
Dos homens não faz rei
Brinda comigo
A entrada da manhã

Nessa vida, ralei
Caí e não quebrei
Fiz um abrigo
Com a tua própria lã

Com a boca, provei
O mundo e não errei
Traz no teu bico
O doce gosto da maçã

Não tem pecado
A vida é pagã
Então me abraça
Até tocarem o tan-tan

Ijê-ie
i-zemba-bilá-ié-ie

Video erróneo?