Ninguém me garante que eu vou ser feliz
Mas ninguém me impede de tentar sê-lo
'Cê foi cruel comigo
Justo na hora em que eu mais precisava de abrigo
Parece até castigo
Será que a vida precisa sempre rimar

Teu texto é idôneo e correto
Me sobra o papel do imbecil completo
Te ouvindo dizer
Você não sabe me amar

Você só anda dentro da lei
E no teu livro o resto é bofe e gay
Você faz tudo parecer tão simples

Ninguém me garante que eu vou ser feliz
Mas ninguém me impede de tentar sê-lo

Eu fui cruel contigo
Justo na hora em que você recobrava os sentidos
Eu te afoguei no líquido
Desse pântano escuro que eu chamo de amor

Eu sempre choro faço cara de vítima
A tua paciência pode até ser infinita
Mas eu reconheço é triste me aturar

Porque eu pego, pego, pego, pego no teu pé
Eu quero saber quem é mais que você me quer
Você faz um olhar aflito

Video erróneo?