A minha sogra jurou que não tava morta
Contrariando o veredicto do doutor
Tudo porque Doutor pereba é meu amigo
Bebe comigo e seu diploma alguém caçou

Ela insistia nesse pequeno detalhe
Esperneava e não entrava no caixão
Não sei pra quê comprei tão pouco clorofórmio
Se a véia é forte e cheira mais do que um galão

Foi nessa hora que eu lembrei da fita crepe
Que eu escondia no armarinho do escritório
Eu enrolei Dona Zulmira igual croquete
Pra que tivesse Um happy end, o tal velório

Não sei de "adonde" ela arrancava tanta força
Se debatia e atrasava a cerimônia
Eu não sabia onde é que eu "punha" a minha cara
Os bebum tudo na sala e ela matando eu de vergonha

Dona Zulmira, não me faça essa desfeita
Veste logo a capa preta, o capetão tá esperando
Quem sabe um anjo espera na porta do céu
Com um balaio de pastel e o salgadinho tá esfriando

Oi, oi, oi
Sogra boa é aquela que já foi
Ai, ai, ai
Seja boa, entra no caixão e vai (2x)

Tadinho do capetão

Video erróneo?