João Preto sempre me amou, tenho certeza... (Tá que chupa,paaaaa....
O que nos atrapalhô foi a natureza...
Na cama nóis abafava as diferença... só incontravacoincidênça...
Tinha uma gordurinha a mais... (Tá que chupa, paaaaa....) (Lugar estratégico...)
Mas isso num era probrema, nóis se virava... Em sua cacunda eu amuntava
Fazia cosquinha no rapaiz... (Tá que chupa, paaaaa....)
Mas hoje nóis dois véve separado, sofrendo a dor dos descasado,
Pois nóis perdeu um grande amor... (Tá que chupa, paaaaa....)
Jõao Preto cismo que quiria ser mãe, mas os dotô falô que não!!
Quase se auto-suicidou-se a si próprio!!
E hoje eu vivo uma tristeza profunda...
Sinto falta toda noite, das cosquinha na cacunda... (Tá que chupa, paaaaa....)
E hoje eu vivo uma tristeza profunda...

Video erróneo?