Falem o que quiser
Mas aqui no meu sertão
Tudo é diferente
Sem luxo, sem vaidade
Desculpe, mas na cidade
Jamais eu viveria tão contente...

Aquilo que a gente planta
Tem muito amor na semente
E se vier a invejar secar
Deus vem regar pra gente...

Falem o que quiser
Mas aqui no meu sertão
Tudo é diferente
Sem luxo, sem vaidade
Desculpe, mas na cidade
Jamais eu viveria tão contente...

Vivemos com pouco dinheiro
A roupa nós mesmo que faz
Só peço a deus saúde e paz
O resto a gente corre atrás...

Falem o que quiser
Mas aqui no meu sertão
Tudo é diferente
Sem luxo, sem vaidade
Desculpe, mas na cidade
Jamais eu viveria tão contente...

É o cantar do riacho
Que me faz perder a hora
E no calor da fogueira
A noite a minha viola chora...

Falem o que quiser
Mas aqui no meu sertão
Tudo é diferente
Sem luxo, sem vaidade
Desculpe, mas na cidade
Jamais eu viveria tão contente...

Video erróneo?