Fogo apagou, rolinha do serrado
No fio de luz ou sobre o pé de amora
Você despede-se cantando triste
Do sol da tarde quando vai embora
Na capoeira sobre o pasto verde
Num galho seco por cipó coberto
Seu canto engana o viajor que passa
Está tão longe mas parece perto

Rolinha branca no meu peito eu trago
A capoeira que o amor deixou
E sobre o galho seco da saudade
Vejo voce que diz: fogo apagou

Tudo é mentira porque no meu peito
Não apagou o fogo da paixão
Queimando os campos junto a longa estrada
De chão batido do meu coração
Fogo apagou chamando a companheira
Mas ela nunca volta do sertão
Também eu chamo o meu amor de volta
No céu sem luz de minha solidão

Video erróneo?