Contam, dizem
Que ele baloiçava do 18º
Choviam centavos e agita-se o mundo
Era domingo mas Deus decretou
Vai saltar, vai saltar

Cantam, juram
Que viram as asas os olhos vazados
Os braços sinceros suspensos no ar
Hoje garantem que esteve a pairar
Numa luz invulgar

Quem o viu caír
Conta que o corpo não foi encontrado
No meio de tanto bocado
Quem o vê passar
Fala da sombra a crescer nos telhados
De estrelas com significados

Clamam, negam
As provas concretas as fotos secretas
Que penas amenas pousaram no chão
Ouviu-se um tiro ouviu-se um trovão
Talvez sim talvez não

Calam, colam-se
Ao chão de cimento a placas de vento
Garantem que o tempo vai clarificar
Onde é que o mundo iria parar
Se pudesse voar

Quem o viu cair
Conta que o corpo não foi encontrado
No meio de tanto bocado
Quem o vê passar
Fala da sombra a crescer nos telhados
De estrelas com significados

Video erróneo?