Essa música eu dedico á todos aqueles;
Que um dia perderam alguém;
Parentes, amigos;
Pessoas que foram vítimas da violenta rotina
policial;
Pessoas que para muitos não faziam menor sentido;
Mas que foram pessoas importantes;
E que sempre será importante mantê-los em memória;
Eu não falo somente dos que se foram;
Falo também dos que estão vivos e envolvidos com
drogas;
Pessoas que são desprezadas pela família;
Caem no submundo e se marginalizam
Ei você que perdeu ou já preesenciou como eu
(wanderson) o tatico armado matanto inocentes ou pelo
menos pelo simples fato de alguém ser suspeito, preto
ou pobre,
você que para o submundo do crime já perdeu alguém;
Junte-se a nós e mostraremos para os que estão vivos;
Que existem tantas coisas boas que ainda se pode
fazer
Pra que se envolver o extermínio tá ai e só não vemos
porque não olhamos
A tv como um sistema de informaçao mais rico e importe
também gratuito a nos não mostra o outro lado da
história
Coisas boas acontecem até no submundo do crime
Mesmo sem você's saberem pór isso resolvi escrever e
dedicar essa musica a todas essas pessoas tentei em
palavras mudas, sem inocencia ou pensamentos que não
voam como a vento e me deixa louco vendo tudo
isso.......
Curti a musica e segue seu caminho não parta pro lado
das drogas não tem volta irmao flw........

Ce pá pros manos liga vou rima
Pros loucos daqui aos sanguinarios de lá
porque foi na primeira o tatico cinza
Vai na segunda coral são paulina

Vem, vem, vai se fode

Dos seus parceiros armados e você
Soldado arrombado omicida fardado
Com as 12 de fora maldade no tatico
Eu vejo e sinto no ar o omicidio
Na pele o arrepio no olhar cinismo
então me diz quem tem razão irmao
Policia, favelado ou ladrao
é pois fica perdida a pergunta

Policia filha da puta

Tem uns maluco se pá até conheço
No fundo eu entendo no maior respeito
Que, jamais queria ser pm
Preferia ser outra coisa entende
Mais sem trampo o que resta é rouba
Ow, ser do tatico coral pra mata
Vou te explica vou ser bem sincero
Do que ser policia eu preferia é mete os ferro
tô te explicando, se liga na fita,
Preto, vermelho, branco e cinza
As cores da cobra coral então vai vendo
Com o cinza da polvora veneno
Vem na moral dobrando a esquina
Parte 2 coral são paulina

Vem, vem, vai se fode
Soldado armado você
que tinge de sangue a rua
Policia filha da puta

Vem, vem, vai se fode
Soldado armado você
que tinge de sangue a rua
Policia filha da puta

Vou te lembrar refrescar sua memoria
No carandiru tropa de choque a rota
Lá em diadema eficaz real na candelaria
Açao irracional
Medalha pra quem mata mais
Eles tinge com sangue a bandeira da paz
Rapaz vai, vai, vai escuta isso
Escuta a minha voz que não é do inimigo
Ladrão, louco varrido
então se tá entendendo
O lema da policia é só veneno
Vou te dizer guerreiro vou falar mais
Sinal da cruz, cemiterio jaz
Pois é só deus pra fazer milagre
Lá no interior todo dia tem cadaver
Tem mae chorando,
Tem alguém velando,
alguém,
que com certeza a pm
Matou também
Ainda é pouco vou mais adiante
O coro come maluco a todo instante
Mais um corpo ensanguentado na calçada
É o satanaz é o demonio de farda
que chega e mete bala chega e atropela
Espalha panico e medo na favela
Deus cria rota mata é a fraze
No camborao veraneiro dos covardes
Oh. ladrao sem dó,
Na corda um nó,
que transforma em pó,
Pra familia só,
Fica sabendo depois de uma data
No matagal encostado de quebrada
O corpo decomposto
Sem reconhecimento
Sem se quer um documento

Vem na moral dobrando a esquina
Coral são paulina

Vem, vem, vai se fode
Soldado armado você
que tinge de sangue a rua
Policia filha da puta

Vem, vem, vai se fode
Soldado armado você
que tinge de sangue a rua
Policia filha da puta

Brow, brow se esquiva se esconde
A lei do cao irmao a lei do homem
A mesma lei que te manda pro presidio
que te tranca na cela feito bicho
que faz sua familia de refem na miseria
que poe seu filho no sinal a espera
De um dinheiro,
De um trocado,
Preste atençao,
Muita atenção
Gambé forgado, você que espanca as
Criança na rua, os moleque de rua,
Um minuto me escuta,
Poderia se pá ser seu filho
Vai transformar inocencia em perigo
Ow talvez em bandido pronto pra mata
Policia filha da puta

não vai chora o sangue derramado
não vai lembra dos dias dos finado
O, sofrimento da familia no i.m.l
A lágrima do pai que se fere
Com a perda do filho torturado no tatico
Soldado do inferno arrombado
não sente pena nem do seu proprio irmao
Éh bala na cabeça é bala no pulmao
Bala, enquanto o tambor não para de gira
Enquanto o pente não descarrega
Ahh, não boto fé truta eu não confio
porque a fé éh só no crucifixo
porém te digo na realidade
que o inimigo vem na crueldade
Vem na moral dobrando a esquina
Parte 2 coral são paulina
é, é o demonio de cinza
Preto, branco, vermelho e cinza

Vem, vem, vai se fode
Soldado armado você
que tinge de sangue a rua
Policia filha da puta

Video erróneo?