Pela costa dos mares profundos
Ou dos rios as margens floridas
Afrontando tufões iracundos
Impassíveis às águas subidas
Sentinelas da Pátria querida
Nossa vida é guardar sua vida

Não tememos a fúria do mar
Nem canhão, nem aéreo torpedo
Quem defende o brasil não tem medo
E só tem um dever é lutar
E na costa a lutar os primeiros
Somos nós, somos seus artilheiros

O telêmetro pronto a luneta
Em constante visado pro mar
E na alça a estrela cruzeta
Vigilante pregado o olhar
A um sinal de corneta ou de mão
Preparando pra luta o canhão

Não tememos a fúria do mar
Nem canhão, nem aéreo torpedo
Quem defende o brasil não tem medo
E só tem um dever é lutar
E na costa a lutar os primeiros
Somos nós, somos seus artilheiros

Se o clarão do holofote ilumina
Do setor todo campo a abater
E descobre uma nau inimiga
Nos comanda uma voz: Guarnecer
E das bocas de fogo inflamadas
Sibilando se vão as granadas

Não tememos a fúria do mar
Nem canhão, nem aéreo torpedo
Quem defende o brasil não tem medo
E só tem um dever é lutar
E na costa a lutar os primeiros
Somos nós, somos seus artilheiros

Video erróneo?