Há dias que a gente não perdoa
Pequenos erros de outras pessoas
Há outros que a gente não se importa
Perdoa perdoa perdoa

O dia passa como quase tudo passa
E a gente pensa que perdeu o tempo
O tempo que a tudo fura
O medo de altura
Até o sofrimento

Mas não é só isso
Há muito sacrifício
Em vão

Prefiro acreditar que a vida é boa
E isso vale pra qualquer pessoa
Pessoa pessoa pessoa

O medo passa e até acho graça
Se você me abraça alegra o coração
Então venha agora, venha sem demora
É chegada a hora de você voltar
O amor não espera nessa primavera

Venha ser meu sol
Ser na minha vida o meu farol

Há coisas que podemos dar
Há outras que queremos ter

"ao sol que encanta, ao sol que desafia, ao sol que se levanta
Ao sol dos nossos dias
Brindemos ao sol!
Ao sol que a tudo vê, ao sol que há todo ser
Ao sol que nos convida a andar em suas ruas coloridas
Brindemos ao sol, brindemos ao sol!
Ao sol que aquece o vento, espalha pensamento e modifica a terra
Ao sol que não descansa, ao sol que não se cansa
Ao sol que permanece aceso dentro de nós!"

Video erróneo?