Eu ando nas ruas
Fugindo de tudo
Porque tenho medo
Das dores do mundo
Das próprias escolhas
Que eu mesmo criei pra mim
Oportunidades
Mas um dia eu me perdi!

REFRÃO

| Entre enganos e vícios do meu coração

| Eu espero lentamente voltar à razão

| E se um dia eu achar algo pra me entender

| Eu agarro fortemente para me manter

| Nem que seja em um segundo
por minha vida, então

| Todos os erros de quem não
conhece a perfeição

| E procuro em todo canto
para me esconder

| Mas fugir do seu passado
é fugir de você!


Estar acuado
É o que me dá forças
No jogo dos sonhos
Poder lutar contra

Esquecer que o mundo
Não é tão fácil assim
Vivendo minha vida
Foi assim que eu aprendi!

REFRÃO


| Entre enganos e vícios do meu
coração

| Eu espero lentamente voltar à razão

| E se um dia eu
achar algo pra me entender

| Eu agarro fortemente para me
manter

| Nem que seja em um segundo
por minha vida, então

| Todos os erros de quem não
conhece a perfeição

| E procuro em todo canto
para me esconder

| Mas fugir do seu passado
é fugir de você!

[...]

| Entre enganos e vícios do meu
coração

| Eu espero lentamente voltar à razão

| E se um dia eu
achar algo pra me entender

| Eu agarro fortemente para me
manter

Nem que seja
(Do meu coração)

Nem que seja
(Voltar à razão)

Nem que seja
(Do meu coração)

Video erróneo?