O dia vem e a noite vai passando.
A solidão ,tá quase me matando.
Eu só espero, quando e que você vai voltar?

Não te esqueci, mas ainda tô tentando.
Eu tanto finjo, que até me engano
Tão vulnerável, essa saudade me envenena.

Preciso mudar... Devida antes que ela acabe.
Preciso viver... E um dia, ser feliz, quem sabe!
Cansei de esperar... Pôr um segundo te esqueci de verdade.
Ou será...que mais uma vez me enganei.

É, de repente, nós agimos sem pensar...
Inconseqüente, eu volto ao mesmo lugar de sempre
É que, as vezes eu me sinto tão carente, é dilacerante
É a minha mente, que quase sempre, só me faz lembrar dagente...
É uma dor constante.

Video erróneo?