Quando chove eu tomo sopa
Se faz sol eu vou a praia
De você eu quero um beijo
E a mão por baixo da saia

Vou aonde o caminho se abre
Fico atenta prá saber
Quando é que é de ser valente
Quando é se recolher

No caminho eu chuto lata
Mão no bolso
Um assovio passa
De repente da vontade de dançar

Já vem, já vem
A hora boa, vou descendo a correnteza
Vou à toa
Já vem, já vem
A hora boa, vou descendo a correnteza
Vou à toa

Video erróneo?