O sonido da coscorra
Que surge lá da mangueira...
É a baia que masca freio,
No repouso dos arreios
Depois de sovar basteira

No tempo certo da lida
Após a segunda sova...
A sina que me conduz
Cruza as rédeas sobre "as cruz"
Pra enfrenar essa égua nova

Parceiro! Mãos de paciência
Nessa enfrenada campeira
Pra conquistar a confiança
Ao despacito se amansa
A potrada mais caborteira

Serviço feito a capricho
Pra um aparte de alpargata
Esbarra rasgando o chão...
...Cai sentada "nos garrão"
Pra fazer um giro de pata.

A doma tem seus encantos
Andadura de primeira...
Na convivência campeira
Onde um se apega ao outro
O mundo costeia o homem
E a corda costeia o potro

Video erróneo?