Meu amigo entre e olhe essa casa empoeirada
Eu já não agüento mais ver tanta coisa abandonada
Até mesmo a samambaia pendurada na parede
Sente falta de carinho de alguém pra matar-lhe a sede
Mas eu também sinto falta de abraço e calor
A samambaia está murchando, eu morrendo de amor.

Até mesmo a samambaia, necessita de carinho
Quanto mais um coração, que sofre e chora sozinho
Se um dia ela voltar, pra matar essa paixão
Jogar água no seu vaso, amor no meu coração.

Meu amigo entre e olhe essa casa como está
Não tenho mais esperanças de um dia ela voltar
Até mesmo os passarinhos que cantavam na gaiola
Pra não ver sofrer comigo eu soltei pra ir embora
Quando vai morrendo o dia, na janela o sol desmaia
Também vou morrendo aos poucos, igualzinho a
samambaia

Até mesmo a samambaia, necessita de carinho
Quanto mais um coração, que sofre e chora sozinho
Se um dia ela voltar, pra matar essa paixão
Jogar água no seu vaso, amor no meu coração.

Video erróneo?