Amália Rodrigues - Fado Hilário


Que sina desventurada
Me criou só para dois
Cada ventura sonhada
É desventura maior

Quantos caminhos cruzados, ai
A vida terei que andar!
Meus olhos já estão cansados, ai
Doutros olhos procurar

Já não posso ser contente
Trago a esperança perdida
Ando perdido entre a gente
Não morro, nem tenho vida

Video erróneo?