Entrei na vida a cantar,
E o meu primeiro lamento,
Se foi cantado a chorar,
Foi logo com sentimento!

Com as outras raparigas,
Pelas ruas a brincar,
Corria ao som das cantigas,
Parava só pra cantar!

Mais tarde, já mulherzinha,
Cantei meu primeiro amor!
E também cantei sozinha
A minha primeira dor!

A vida tenho passado
Alegre e triste, a chorar!
Tem sido vário o meu fado,
Mas constante o meu cantar!

Video erróneo?