Amor Gremista
Letra: Felipe Sandrin
Música: Alisson Jázer

Olha lá aquele menino enrolado na bandeira
Já nasceu tricolor, vencedor por natureza
É pequeno o detalhe do seu sangue ser vermelho
Diante do mar e o céu é azul o mundo inteiro

Olha lá aquele menino chorando amarga derrota
Seca as lágrimas, garoto, da derrota surge a glória
Pois a pé nós sempre iremos, seja em último ou primeiro
E, mesmo com sete em campo, venceremos com justiça

Olha lá aquele menino cantando suada vitória
Este time é o nosso Grêmio, formado por onze guerreiros
Onde todos vão sem medo, com força, corpo e alma
Ousadia, amor, raça e mãos, escrevendo a mais linda história

Olha lá, o mesmo menino, já cresceu e hoje é um homem
Esquecera seu passado, mas não muda de bandeira
Sim, gremista ainda é, muito mais que na infância
Na primeira e na segunda, provou ser Grêmio único

E esta é sua torcida, que chora, canta e grita
Assim é sua torcida, de glórias infinitas
Pra sempre eterno Grêmio
Pra sempre eterno amor

Video erróneo?