Meu coração tem sido escravo de paixões,
Porque não sabe reagir às emoções,
Meu coração é um molengo enfim,
Sempre a sonhar, dentro em mim,
De vez em quando se apaixona por alguém,
E não se abala, por saber, se lhe convém,
E mesmo sendo sonhador,
Vive a sofrer de amor,
E eu também !

Eu já cansei desta ilusão,
De atender ao coração,
Outra vida quero viver,
Pois no amor quem não é forte,
É que vive a sofrer,
Mas eu agora vou mudar,
O destino, que é meu,
Vou dominar este molengo,
Que há de o conduzir, sou eu !

Meu coração tem sido escravo de paixões,
Porque não sabe reagir às emoções,
Meu coração é um molengo enfim,
Sempre a sonhar, dentro em mim,
De vez em quando se apaixona por alguém,
E não se abala, por saber, se lhe convém,
E mesmo sendo sonhador,
Vive a sofrer de amor,
E eu também.

Video erróneo?